O SENHOR LIVRA EM MEIO AO SOFRIMENTO

“MAS AOS QUE SOFREM ELE OS LIVRA EM MEIO AO SOFRIMENTO; EM SUA AFLIÇÃO ELE LHES FALA”!! (Jó, 36:15)
Ele podia falar sobre sofrimentos como ninguém!
Aliás, pode!
Não era  uma parábola, uma figura, um holograma!
Era um homem de carne e osso, como somos todos nós!

Como bem o diz o Rev. Hernandes Dias Lopes, Jó foi atingido em três pontos vitais na vida de um ser humano: PATRIMÔNIO, FAMÍLIA e SAÚDE!
A vida desabou nestas três áreas vitais, MAS, Jamais abandonou O Deus da sua vida!

Um dos momentos da sua caminhada que mais me tocam, é quando após o furacão, ou melhor, no “olho do furacão”, como diz o texto, ele, Jò, “PROSTRADO ADOROU”!

Hoje, de forma rápida, Bíblica e segura, dirijo-me à você que vive o calor do sofrimento, o fogo da provação!
Você que geme ante as lutas da vida e, muitas vezes, não vê horizontes!
Dores variadas, diversas, específicas e que parecem perpetuadas!
Dores que embaçam os olhos, geram gemidos solitários e arrancam lágrimas quentes e intermináveis!
Um filho que adoece ou morre; um cônjuge que troca você por prazeres e aventuras; um sonho de independência que implodiu de repente; o vigor de uma saúde até então inabalável, que sucumbe a um diagnóstico avassalador!

Jó não foi um teórico!
O que ele fala, não é um discurso desencarnado da realidade!
Não é ilustração, é realidade!
O mais tremendo é que fala do meio da tempestade, da tormenta!
Ou, como diz a Bíblia, “NO OLHO DO FURACÃO”!

Meu querido, minha querida, preste atenção a isto: “ELE OS LIVRA EM MEIO AO SOFRIMENTO; EM MEIO À SUA AFLIÇÃO ELE LHES FALA”!
Quando menos você esperar e achar que só piora, DEUS VAI VIRAR O SEU CATIVEIRO!

Algemas se partirão; correntes serão rompidas; portões de prisões se abrirão; doença dará lugar à saúde; o choro do abandono será substituído pelo alegre cântico da restituição!

No lugar humanamente mais improvável, A VOZ se ouvirá!
No ventre de um peixe nas profundezas do mar, numa masmorra úmida e fria onde a alegria está acorrentada; entre o rugido dos leões ameaçadores ou na temperatura fervente das provações!! Sim, “EM MEIO AO SOFRIMENTO; EM MEIO À SUA AFLIÇÃO, ELE LHE FALARÁ”
E, quando ELE FALA, o inferno bate em retirada!
Choro é transformado em riso! Gemidos se tornam louvores!
Descanse, será de repente!

Não peça explicações, apenas saboreie!

(Foi numa madrugada, em meio a um oceano de tribulações, que ELE FALOU! Aleluia)!

    D. A. Ximenes

Deixe seu comentário.