NÃO DESISTA!

O pensamento de que “é melhor desistir” está em nós. Certa vez, Ignace Jan Paderewski, famoso pianista e estadista polonês, foi convidado para tocar num grande salão de concertos nos Estados Unidos. Era um evento blacktie um capricho da alta sociedade.

Naquela noite, estava no auditório uma mulher que levara o filho de oito anos, esperando que pudesse sentir-se motivado a tocar piano ao ouvir o grande Paderewski tocar. Cansado de esperar pelo concerto e tendo ido contra a vontade, o garoto se remexia inquieto na poltrona. No momento em que a mãe virou-se para falar com amigos, o menino saiu de mansinho e desceu pelo corredor, estranhamente atraído pelo piano de cauda, majestosamente colocado no centro do enorme palco. Sentou-se no banquinho de couro, colocou as mãozinhas nas teclas pretas e brancas, e começou a tocar o “Bife”. 
De repente, a multidão silenciou e centenas de olhares carrancudos o miraram. Irritados e perturbados, alguns começaram a gritar: “Vamos, tirem esse menino daí! Onde está a mãe dele? Alguém o obrigue a parar!” Dos bastidores, Paderewski ouviu o tumulto e o som da melodia despretensiosa. Ao perceber o que estava acontecendo, correu para o palco. Sem dirigir-se à platéia, foi até o menino, estendeu os braços ao redor dele e começou a improvisar uma melodia. Enquanto tocavam juntos, o magistral pianista ficou sussurrando no ouvido do garoto: “Continue. Não desista, filho. Continue tocando… não pare… não desista”.

O mesmo acontece conosco. Vamos martelando nosso teclado, vida afora, dia a dia, e por vezes aquilo nos parece tão insignificante quanto o “Bife”. Então, quando estamos prestes a desistir, chega o Mestre, que se inclina e sussurra: “Não desanime. Continue”; enquanto nos oferece sua melodia de graça, amor e alegria no momento certo.

Você é um dos peregrinos exaustos? A estrada está ficando comprida demais? A esperança está desgastada e enfraquecida?

Não desanime. Persista… dia a dia. Complete o percurso.

Você está desanimado? Fica imaginando se um dia poderá cumprir, como deve, sua tarefa de pai ou mãe? Suas esperanças e sonhos nunca serão realizados? A espera parece muito longa? Não desista… pelo menos, não hoje.

Continue ouvindo, dia a dia, as boas novas do Mestre, assim, terá alegria e santidade até que Jesus volte e o leve para casa.

( Texto de Charles Swindoll)

Deixe seu comentário.